Lionel Freitas

Quem desenha sabe que para não perder a mão tem que fazer sempre

Desenho desde que me conheço por gente, tenho 29 anos. Estudei Desenho Acadêmico e Ilustração Básica na Escola de Artes Fábrica de Quadrinhos em São Paulo entre 2000 e 2001 e me formei em Publicidade e Propaganda em 2007.

Hoje sou Diretor de Arte e atuo como artista freelance para o mercado editorial, entretenimento digital e motion design.

Depois que me formei, passei a criar muito mais na frente do computador por causa da agilidade desta ferramenta. Claro, eu ainda rascunho muito a lápis antes, mas toda formação artística que veio antes da acadêmica, como pintura com diversas tintas e técnicas, ficou meio de lado. Afinal, o lado publicitário é hoje minha principal atividade.

Adoro desenho animado e gibis e por influência total desse gosto, meu desenho assumiu uma característica mais cartoon, infantil, que permite executar desenhos de maneira mais rápida, que se adequam melhor ao tempo livre que tenho disponível. Sim, se eu quero desenhar, tenho de sacrificar sono ou companhia da minha namorada! Mas não tem jeito, quem desenha sabe que para não perder a mão tem que fazer sempre. Desenho é isso, estudo, prática e treino todo dia, caso contrário o talento aos poucos parece que vai desaparecendo. Pode ser paranoia minha, mas eu lido com isso como se fosse uma ampulheta, a areia está escorrendo, quando percebo que tá acabando, é hora de ir lá e girar para o negócio ficar cheio de novo. Conclusão, adotei um estilo de desenho mais simples, para poder desenhar um pouco todos os dias. Um desenho, quanto mais realista e mais elaborado, mais tempo leva para ficar pronto. Uma amiga minha ficou três semanas num só desenho, eu nunca tive saco de ficar no mesmo desenho mais por mais de dois dias, colocando detalhes e detalhes, porque tenho pressa para ver o resultado pronto logo.

Para fazer as três primeiras ilustrações, La Górgona (Sedução), Horscharch (Mistério) e Strigiforme (Fascínio), desci o estojo de desenho guardado há anos, tirei o pó dos materiais e decidi utilizar o computador somente na finalização. Todo o restante seria feito manualmente, como eu aprendi lá atrás.


Utilizei nas ilustrações os seguintes materiais:

  • • Caneta Fine Art 05.mm Faber Castell
  • • Caneta Nanquin 03mm;
  • • Caneta Uni PIN Pigment Ink 05.mm;
  • • Pincel Koo-I-Noor e um potinho de nankin (quanto mais velho mais escuro, dizem! rsrs);
  • • Lapiseira Pentel 03mm.

t-shirts desse artista:

La Gorgona

Traços limpos, escuros e firmes fazem alusão ao estilo manual das histórias em quadrinhos, e mostram que toda mulher esconde um segredo por trás…

R$ 64,50 - COMPRAR

Strigiforme

Se os olhos são o espelho da alma, poucas criaturas podem detalhar todo o mistério presente no olhar de uma ave de rapina, majestosa e confiante em…

R$ 64,50 - COMPRAR

Horschach

Espirros e borrões de tinta nankin são utilizados em testes psicológicos há muito tempo. Cada pessoa pode interpretar a imagem como quiser, mas…

R$ 64,50 - COMPRAR